ovo é proteina

Afinal, o ovo é proteína?

Algumas pessoas ainda têm dúvidas, mas você sabia que ovo é proteína? Esse alimento presente em muitas receitas e que está no cardápio do dia a dia é muito nutritivo, sendo um dos melhores ingredientes do mundo. Por esse motivo é que ele não pode faltar em uma alimentação saudável.

Aliás, você está por dentro de todos os benefícios do ovo? O aliado da boa saúde é capaz de fornecer nutrientes importantíssimos para o organismo e, com isso, não deixar que a falta de proteína prejudique você. Neste artigo, falamos mais sobre o assunto. Continue a leitura e confira!

O que são proteínas?

As proteínas são compostas por um conjunto de aminoácidos. Cada uma delas tem uma combinação diferente dessas substâncias. O nosso organismo consegue produzir alguns desses aminoácidos, mas precisa receber outros por meio da alimentação.

Uma curiosidade interessante é que, ao ingerirmos as proteínas, elas são quebradas em aminoácidos para ser absorvidas pelo intestino. Uma vez na corrente sanguínea, esses aminoácidos são recombinados para formar as proteínas de que o organismo precisa.

Ou seja, se você consome albumina, mas o seu corpo necessita de colágeno, o organismo combina os aminoácidos disponíveis para formar essa proteína necessária. Incrível, não é?

Para que servem as proteínas?

As proteínas são fundamentais para o nosso corpo, pois participam de diversos processos biológicos e estão envolvidas em várias reações químicas. Além disso, muitas células são compostas por elas. A seguir, confira as funções desse composto no organismo e saiba por que é importante manter uma manutenção adequada:

  • construção, reparação e regeneração de músculos e outros tecidos;
  • papel de enzima;
  • movimentação dos músculos;
  • composição de anticorpos;
  • composição de hormônios;
  • coagulação do sangue;
  • transporte de oxigênio.

Como você pode ver, as proteínas são necessárias, por isso, devem ser consumidas em quantidades adequadas diariamente. A carência delas costuma causar alguns problemas de saúde, como veremos adiante.

Afinal, o ovo é proteína?

Sim! O ovo é uma fonte proteica de valor biológico 100. Isso significa que quase todas as proteínas contidas nele serão aproveitadas pelo organismo. Para você ter uma ideia, as proteínas da carne têm valor biológico 80, enquanto as do leite de vaca têm 92.

A principal proteína do ovo é a ovoalbumina, também conhecida como albumina, que fica na clara. Ela é responsável pelo transporte de nutrientes e pela distribuição de água nos compartimentos do corpo. Aliás, engana-se, quem pensa que somente as claras são ricas em proteínas. A gema também contém esse nutriente em boas quantidades.

Por ser um dos alimentos-fonte de proteínas de baixo custo e rico em outros nutrientes, o ovo apresenta um excelente custo-benefício. Além disso, tem fácil digestão, o que reduz a sensação de peso no estômago que outras fontes proteicas dão.

Ovos versus outras fontes de proteínas: qual é a equivalência?

Uma das maiores dúvidas de quando se utiliza o ovo como fonte de proteínas é a equivalência em relação aos outros alimentos com o mesmo nutriente. Afinal de contas, um ovo não tem a mesma porção proteica de um bife bovino, por exemplo.

A seguir, confira a comparação entre os alimentos e seus valores aproximados de proteínas:

  • 3 ovos inteiros: 19 gramas de proteínas;
  • 100 gramas de whey protein isolado: 90 gramas de proteínas;
  • 100 gramas de carne de boi: 26 gramas de proteínas;
  • 100 gramas de leite em pó desnatado: 26 gramas de proteínas.

Quais outras propriedades interessantes o ovo oferece?

Os ovos são considerados um dos melhores alimentos, devido ao seu valor nutricional. Embora sejam conhecidos pelas proteínas de alto valor biológico, eles contêm outros nutrientes muito importantes para o organismo e que fazem muito bem à saúde. Veja alguns benefícios, além de não deixar faltar proteína!

Aumenta a saciedade

Por conta das suas proteínas e gorduras boas, os ovos retardam a digestão, aumentando a saciedade. Isso significa que você fica mais tempo sem fome depois de consumi-los. Por esse motivo, também ajudam no processo de emagrecimento. Tanto que existe, até mesmo, a dieta do ovo.

Além disso, comer esse alimento logo no café da manhã pode fazer com que a pessoa reduza o número de calorias ingeridas ao longo do dia. Só vantagens, não é mesmo?

É bom para a saúde do cérebro

gema do ovo contém colina, que é uma vitamina do complexo B. Esse nutriente é muito importante para a saúde do cérebro, pois protege as membranas celulares do sistema nervoso. Sendo assim, é ótima para memória, cognição, humor e concentração. Na gestação, a colina reduz os riscos de problemas no fechamento do tubo neural do bebê.

Melhora a imunidade

Os ovos ajudam a fortalecer a proteção do nosso organismo, pois nossas células de defesa precisam de proteínas para ser produzidas. Mas não somente isso. Os micronutrientes contidos no alimento também são fundamentais para o sistema imune, como zinco, selênio e vitamina A.

Ajuda no ganho de massa muscular

Para aumentar a massa muscular, é preciso consumir proteínas em boas quantidades, a fim de ter matéria-prima para a construção dos músculos. Como dissemos, os ovos contêm esse nutriente de alto valor biológico, o que ajuda nesse ganho.

Aliás, vale dizer que ter uma boa quantidade de massa magra é imprescindível para qualquer pessoa, já que ela protege as articulações, mantém a saúde dos ossos, entre outros fatores. Quem tem costume de praticar atividades físicas com frequência, como musculação, sabe que o consumo de ovos pode ser muito benéfico para a formação do músculo.

Combate o envelhecimento precoce

Os ovos contêm vitaminas e minerais antioxidantes. Isso quer dizer que são capazes de combater os radicais livres e evitar o envelhecimento precoce. Dessa maneira, ajudam na prevenção de doenças degenerativas e colaboram com o sistema cardiovascular.

Quais são os riscos da falta de proteína?

Como vimos, a proteína é muito importante para o organismo. É ela que auxilia na produção de hormônios e enzimas que favorecem a cicatrização, o sistema imunológico e a recuperação muscular. Por isso, a falta dela pode trazer alguns riscos para a saúde, como:

  • fadiga excessiva;
  • queda de cabelo;
  • unhas quebradiças;
  • pele sem viço;
  • redução da massa muscular;
  • dificuldade de cicatrização;
  • propensão a gripes e resfriados;
  • problemas digestivos, como constipação e gases;
  • inchaço abdominal.

A falta de proteínas pode trazer prejuízos a longo prazo, então, é necessário consumir alimentos ricos nesse macronutriente, como ovos, carnes, leites e queijos. Para quem segue uma dieta vegetariana, pode incluir grão de bico, soja, lentilhas e amendoins no cardápio.

Como posso identificar a falta de proteína no meu corpo?

Alguns sintomas podem mostrar que você está com falta de proteínas no organismo. Inclusive, o esgotamento físico e mental é um dos principais! Se você sente fraqueza, falta de vontade de realizar atividades básicas, e isso começou a interferir na sua rotina, atenção, pois pode ser o caso da carência de proteína.

Podemos citar como exemplo de proteína essencial a hemoglobina, presente nas hemácias, que tem a função de ligar as moléculas de oxigênio e transportá-las para todos os órgãos do corpo. É isso que nos dá energia e ânimo para realizar tarefas do dia a dia.

Com a falta dessa proteína, qualquer esforço físico pode parecer muito mais difícil do que realmente é. Além disso, o esgotamento mental acontece com mais frequência. Como resultado, a falta de proteína inclui aqueles sintomas que já destacamos: queda de cabelo, unhas frágeis, pele flácida, cansaço extremo e cicatrização mais lenta.

A recomendação é consultar um médico e fazer exames de sangue para checar se o seu nível de proteína está regular. Só um profissional poderá orientar sobre o melhor tratamento a ser seguido.

Como consumir proteína de maneira saudável?

A falta de proteína não precisa ser um problema na sua vida. Afinal, existem alimentos muito benéficos, que suprem a necessidade desse macronutriente e ainda deixam a dieta mais saborosa.

É o caso dos ovos, um dos alimentos mais ricos em proteínas. Embora seja altamente proteico, essa não é a sua única vantagem. Ele concentra muitos nutrientes essenciais ao organismo, como minerais, vitaminas, ácidos graxos e, principalmente, a albumina, que ajuda a transportar nutrientes pelo sangue.

O ovo também é um alimento muito versátil, que pode ser preparado de diversas formas: mexido, cozido, frito, omelete, mollet, poché, entre outras inúmeras opções. Você também pode preparar receitas deliciosas, como ovo com espinafre! Que tal começar a inovar na cozinha?

Em resumo, as proteínas são fundamentais para o bom funcionamento do organismo, mas devem ser consumidas com outros grupos de alimentos. Combine-as com carboidratos (arroz, macarrão, pães, mandioca), gorduras boas (abacate, oleaginosas, azeite extra virgem), legumes e vegetais, leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico).

Como você pôde conferir neste artigo, o ovo é proteína de alto valor biológico e oferece um excelente custo-benefício, principalmente, se aliado a outros alimentos saudáveis. Por ser muito versátil, pode ser incluído no cardápio diário, trazendo ainda mais sabor e nutrientes.

Esperamos que tenha gostado de saber mais sobre o que pode ocorrer se estiver com falta de proteínas e sobre as propriedades dos ovos. Aproveite para espalhar o que aprendeu e compartilhe o post em suas redes sociais!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.