Ovo é cicatrizante

Afinal, o ovo é cicatrizante ou o ovo atrapalha a cicatrização?

Há pessoas que dizem que o ovo é cicatrizante. Já outras falam que ele atrapalha a cicatrização. Mas qual será a verdade? Sabemos que o ovo é nutritivo, saudável e muito versátil na culinária. Por esse motivo, é o queridinho do cardápio de quem deseja ter saúde, disposição e aumentar a imunidade.

Entretanto, existem indivíduos com dúvidas sobre comer ovos durante o processo de cicatrização. Isso porque há um mito de que ele é um alimento remoso, ou seja, que têm ação inflamatória. Pensando nisso, resolvemos trazer este post para esclarecer essa e outras questões sobre o assunto.

A seguir, descubra se o ovo é cicatrizante ou se atrapalha a cicatrização!

Como ocorre o processo de cicatrização dos tecidos?

Antes de descobrir se o ovo é cicatrizante ou se atrapalha a cicatrização, é importante entender como ocorre a regeneração dos tecidos. Dessa maneira, fica mais fácil compreender de que modo os alimentos podem ajudar nesse quadro. Na prática, a cicatrização acontece em três etapas.

A primeira é a fase inflamatória, na qual há a liberação de mediadores químicos e a ativação do sistema de coagulação sanguínea. Ela dura de 1 a 4 dias e apresenta sintomas como secreção na lesão, vermelhidão, dor, calor e inchaço.

Já a segunda etapa é chamada de proliferativa, pois é nela que acontece a multiplicação das células do tipo fibroblastos. Apesar do nome complicado, a função dessas células é bem fácil de entender: elas respondem pela reconstituição do tecido. Essa etapa pode durar de 5 a 20 dias.

Após esse período, a cicatrização entra na terceira e última fase, chamada de reparo, que pode se estender durante meses.

Nesse intervalo, as fibras são realinhadas com o objetivo de aumentar a resistência do tecido. Nesse momento, a cicatriz pode sofrer alterações de coloração, passando de vermelho-escuro para rosa-claro. 

Por que a alimentação é importante para a cicatrização?

Após entender como ocorre o processo de cicatrização, vale a pena saber a importância da alimentação na regeneração dos tecidos. De modo geral, um cardápio saudável fornece todos os nutrientes necessários para que o organismo possa funcionar corretamente. Dessa maneira, ele é fundamental para que os mecanismos de combate à infecção e os de regeneração consigam atuar para a cicatrização.

Nesse sentido, os nutrientes mais utilizados pelo nosso corpo, quando passa por um processo de cicatrização, são as proteínas, os carboidratos e as gorduras, além das vitaminas A, C e E e zinco. Cada componente apresenta uma função diferente para ajudar o organismo na regeneração dos tecidos.

As proteínas, por exemplo, são os principais nutrientes aplicados na cicatrização, pois atuam diretamente na composição dos tecidos, como se fossem tijolos utilizados para fechar uma parede quebrada. Já os carboidratos fornecem a energia necessária para que o corpo possa trabalhar em prol da regeneração.

No caso das gorduras, elas têm papel fundamental na formação de novas células, enquanto as vitaminas e minerais auxiliam os mecanismos empregados na cicatrização.

Em contrapartida, uma alimentação deficiente em nutrientes pode atrapalhar a cicatrização, prejudicando até mesmo a aparência da cicatriz e colocando o bem-estar do indivíduo em risco. Afinal, uma ferida aberta é porta de entrada para infecções que podem se tornar graves.

Ovo é cicatrizante ou atrapalha a cicatrização?

Agora que você já sabe a importância da alimentação na cicatrização, é hora de descobrir se o ovo é cicatrizante ou se ele atrapalha. A verdade é que por conta da sua composição, o ovo ajuda na regeneração dos tecidos, fornecendo nutrientes fundamentais para esse processo.

Entretanto, vale a pena destacar que o ovo não tem papel sozinho na cicatrização, mas, sim, no contexto de uma alimentação equilibrada. Isso significa que apenas consumir muitos ovos por dia pensando em uma cicatrização mais rápida não resolve nem acelera a recuperação. De nada adianta ainda comer ovos, se você não incluir outros alimentos nutritivos no cardápio.

Ou se ingerir comidas que atrapalham a cicatrização — como produtos ultraprocessados. Dessa maneira, é preciso manter uma alimentação saudável — rica em vegetais variados, cereais e leguminosas e pobre em gorduras ruins e alimentos com aditivos químicos.

Quais são os benefícios do ovo no processo de cicatrização?

Como dissemos, o ovo pode ser um alimento utilizado no processo de cicatrização, pois contém propriedades essenciais para a regeneração dos tecidos. A proteína do ovo, por exemplo, é de alto valor biológico, sendo quase totalmente aproveitada pelo organismo.

Além disso, o alimento é uma fonte proteica de fácil digestão, o que o torna interessante em uma alimentação pós-cirúrgica. Ele também apresenta os minerais ferro e zinco, importantes para a oxigenação das células sanguíneas e para a síntese proteica, respectivamente.

Por fim, a gordura do alimento é do tipo boa para o organismo, principalmente, os ovos enriquecidos com ômega-3. Afinal, esse ácido graxo é anti-inflamatório e favorece a cicatrização. Nesse sentido, vale saber que os ovos não aumentam o colesterol, como se acreditava antigamente.

A verdade é que o alimento contém uma substância capaz de neutralizar o colesterol, chamada lecitina. Assim, em vez de elevar as taxas de colesterol, ele ajuda a reduzir.

Quais as melhores formas de preparo do ovo no processo de cicatrização?

Como você viu, o ovo é um aliado na cicatrização, mas dentro de um contexto de alimentação equilibrada. Por esse motivo, é importante considerar a forma de preparo do alimento. Para que o ovo auxilie na regeneração dos tecidos, é imprescindível que seja feito de maneira saudável.

As frituras devem ser evitadas no período de cicatrização, mas as receitas em que os ovos levam nenhuma ou pouca gordura estão liberadas, como:

  • ovo pochê;
  • ovo mexido;
  • omelete;
  • ovo cozido.

Neste post, você descobriu que o ovo é cicatrizante, se incluso em um cardápio equilibrado. Sendo assim, não deixe de continuar consumindo-o, mesmo quando estiver em um processo de cicatrização. Com isso, ajuda o seu corpo na regeneração dos tecidos.

Para continuar bem-informado sobre bem-estar, saúde e gastronomia, assine a nossa newsletter! Assim, você receberá em primeira mão os conteúdos lançados em nosso blog!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.