dieta para colesterol alto

Por que o ovo é um grande aliado da dieta para colesterol alto?

Que o ovo é um alimento extremamente versátil e muito saboroso, nós já sabemos. O que poucas pessoas sabem, no entanto, é que ele também é muito benéfico para a saúde. É isso mesmo! Ao contrário do que se escuta por aí, não há contraindicações para o consumo do ovo — exceto para quem tem alergia a esse ingrediente.

Sendo assim, até mesmo pessoas com alterações no colesterol podem consumir ovos. A verdade é que a relação entre o produto e a quantidade dessa substância no organismo é, em boa parte, um mito. O único cuidado referente a esse grupo está na quantidade de ovos consumidos diariamente.

E então? Quer saber mais sobre o papel dos ovos em uma dieta para colesterol alto? Continue a leitura, tire todas as suas dúvidas e saiba como isso funciona em um artigo especialmente preparado para você a partir do bate-papo com a nutricionista Maria Grossi Machado, mestre em nutrição pela Universidade Federal de Goiás e professora universitária. Vamos lá!

Colesterol: quais os tipos e como funciona?

Antes de falarmos sobre a relação entre o ovo e esse tipo de substância, é necessário entendermos o que é o colesterol e como ele funciona. Vamos lá?

O colesterol é um lipídio, ou seja, uma gordura. Ele está presente em várias funções do nosso organismo, sendo também produzido pelo próprio corpo.

Ele faz parte, por exemplo, da construção e produção de hormônios e vitamina D e também de estruturas importantes, como a membrana plasmática das nossas células.

No entanto, também pode participar do processo de acumulação nas artérias, contribuindo para prejuízos na saúde do coração e da circulação sanguínea.

Quais são os tipos de colesterol?

Agora, vamos conhecer os tipos de colesterol! 

LDL

O tipo de colesterol que tem a possibilidade de “entupir” as veias e artérias é o LDL, sigla para low density lipoprotein (lipoproteínas de baixa densidade). 

HDL

Na contramão do tipo de colesterol acima, temos o HDL (high density lipoprotein, ou seja, lipoproteínas de alta densidade). Esse tipo de molécula é conhecido como “colesterol bom” e a sua presença no organismo é desejada para a realização de reações positivas para nós.

Alterações no colesterol são genéticas?

Pode ser. A hereditariedade é uma das possíveis causas para os problemas com colesterol. No entanto, outras razões — como a alimentação, o estilo de vida e a presença de alterações, como o hipotireoidismo — também podem ser a origem dessa situação.

Como o colesterol do organismo é influenciado pela alimentação?

Para finalizar a nossa “aulinha”, contamos com o apoio da nossa nutricionista entrevistada, Maria Grossi Machado.

E a primeira coisa que ela destaca é que somente alimentos de origem animal têm colesterol. Por isso, é natural encontrar esse tipo de informação na composição desses ingredientes — isso não quer dizer que eles sejam ruins!

“Antigamente, há mais ou menos duas décadas, acreditava-se que o colesterol oriundo de produtos de origem animal era um importante contribuinte de formação de colesterol dentro do corpo da pessoa. A lógica era a seguinte: se você ingere colesterol vindo de comida (conhecido como exógeno), provavelmente tem altas taxas de colesterol endógeno, o que fica dentro do corpo”, relembra.

A partir deste entendimento, o ovo passou a figurar na lista de alimentos rotulados como vilões do colesterol, uma vez que possuem grande quantidade de gorduras. No entanto, com o tempo, muitas pesquisas e estudos, descobriu-se que isso não é verdade.

“As pesquisas foram nos mostrando que o que aumenta o colesterol endógeno não é o colesterol propriamente dito, mas, sim, a gordura saturada e as gorduras trans, muito frequentes em alimentos industrializados — como os fast foods — e outros produtos, por exemplo, carnes muito gordurosas, queijos amarelos, frituras, sorvetes, entre outros”, explica a nutricionista.

Quem tem colesterol alto pode comer ovo?

Sim! Como vimos, não há uma relação direta entre o seu consumo e o aumento dos níveis de colesterol endógeno (o que fica dentro do corpo), desde que essa ingestão respeite alguns limites. Ou seja: nada de exageros.

“Quem tem colesterol alto não tem restrição no consumo de ovos, mas também não pode consumi-los em excesso”, recomenda Maria Grossi Machado. Então, basta pegar leve!

Quais são os benefícios do ovo em uma dieta para colesterol alto?

Os ovos são alimentos ricos em nutrientes, com boas taxas de gorduras positivas para o organismo. O nosso corpo precisa dos lipídios para funcionar adequadamente, já que essas moléculas participam de diversas reações dentro de nós!

Então, consumir ovos é algo que, na verdade, nos protege dos efeitos nocivos do colesterol LDL. No entanto, precisamos ter cuidado com o modo como preparamos esse ingrediente. Falaremos sobre isso em alguns instantes!

Quais são os outros benefícios do ovo para a saúde?

Então quer dizer que os ovos, na verdade, fazem bem para o controle do colesterol, se consumidos com cautela e dentro dos limites de cada corpo? Quem diria, não é mesmo? Agora é hora de falarmos sobre as outras vantagens desse produto para a nossa saúde.

“Os ovos têm considerável qualidade nutricional, proteínas de alto valor biológico (que melhoram a constituição corporal, como a parte muscular, dentária, óssea e a formação de colágeno), minerais (como o ferro não heme, selênio, zinco e fósforo). Além disso, são boas fontes de vitaminas A, E, K e do complexo B e ainda contêm carotenoides (zeaxantina e Luteína) e colina (importante componente do cérebro)”, explica a mestre em nutrição.

E não para por aí! A nutricionista ainda afirma que: “o ovo traz inúmeros benefícios para o corpo, entre eles, a questão proteica. Como é um alimento rico em proteínas e lipídios, favorece a boa saciedade. Assim, quando você come ovo, se sente saciado mais rapidamente e acaba comendo menos”.

Ou seja: comer ovo e ter uma dieta equilibrada pode ajudá-lo a emagrecer e construir massa magra, simultaneamente. Só vantagens, não é mesmo?

Lembrando que isso faz parte de um processo. Apenas a ingestão dos ovos não fará com que você perca peso e ganhe massa. É fundamental ter uma alimentação equilibrada, repleta de outros ingredientes benéficos, e incluir a prática de atividades físicas em seu dia a dia. Assim, o sucesso é garantido!

Outros benefícios do ovo para a saúde dizem respeito à imunidade, energia, memorização, saúde do sistema nervoso e muito mais!

Como preparar os ovos e o que evitar? 

O ovo é um alimento extremamente versátil. Por isso, pode compor receitas como:

Praticamente não há restrições. No entanto, se você deseja evitar o aumento dos seus níveis de colesterol, pode ser uma boa evitar o ovo frito em gordura. Afinal, as frituras — assim como o consumo de produtos como manteiga ou margarina — são responsáveis por alterar essas taxas. 

Mas isso diz respeito a um consumo diário, ok? De vez em quando, não há problemas! E você ainda pode fritar o ovo na água, reduzindo esse problema de forma considerável.

Quais são os cuidados necessários? 

Agora, confira algumas dicas para não errar na escolha dos ovos ideais para a sua alimentação e em todo esse processo!

Conte com a opinião médica e/ou nutricional

As orientações passadas ao longo da nossa conversa são gerais. No entanto, cada pessoa é completamente única e exige um atendimento personalizado, de acordo com as suas necessidades e estado de saúde.

Sendo assim, é importante sempre contar com o apoio de um bom médico ou nutricionista (ou ambos!) para guiar a sua dieta e cuidar da sua saúde, com as recomendações certas para você.

Faça exames periódicos

A realização de exames também é algo que deve ser priorizado por você. Siga as recomendações do seu médico para que as taxas sejam revistas sempre que necessário.

Caso você não tenha nenhuma alteração conhecida no colesterol, pode repetir o seu próximo exame dentro de 12 meses. Ainda assim, confira a opinião de um profissional da saúde para saber mais sobre o seu caso.

Tenha uma alimentação equilibrada

Outra dica importante — e que já foi até passada aqui! — diz respeito à importância de uma alimentação saudável e equilibrada.

É importante que você capriche em refeições cheias de cores e nutrientes, além de consumir produtos de diferentes grupos alimentares ao longo do dia — cereais, grãos, leguminosas, frutas, verduras, legumes… Diversifique a sua dieta!

Pratique atividades físicas

A prática de atividades físicas é uma ótima maneira de baixar os níveis de colesterol LDL (o “ruim”, lembra?) e aumentar as taxas de HDL (colesterol bom) no sangue. 

Além disso, exercícios físicos são essenciais para o bem-estar físico e mental, condicionamento e prevenção de inúmeras doenças. Então, não negligencie a sua prática!

Escolha ovos de qualidade

Para fechar a nossa conversa, outra dica para garantir saúde e bem-estar com o consumo de ovos é investir na escolha de uma marca que siga todas as diretrizes de segurança alimentar e se preocupe com a qualidade de todos os estágios da produção.

Na dúvida, escolha Ovos Mantiqueira! Somos uma empresa com longa tradição na produção e no comércio desse ingrediente e contamos com toda a responsabilidade, desde o cuidado com as galinhas até a distribuição dos produtos para consumidores como você!

Gostou de saber mais sobre o papel do ovo em uma dieta para colesterol alto? Esperamos que sim! Agora, é com você: chegou a hora de incluir esse ingrediente em sua alimentação cotidiana com mais frequência e contar com todos os seus benefícios para a saúde. Invista em nutrientes e qualidade em suas refeições!

Para ter acesso sempre aos melhores nutrientes e garantir uma alimentação equilibrada, é preciso caprichar na escolha dos produtos consumidos. Então, que tal assinar o Clube Mantiqueira e garantir ovos sempre fresquinhos em sua mesa, sem sair de casa? Vem fazer parte desse time!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.