Você sabe como higienizar ovos corretamente? A gente conta!

Características como o alto valor nutricional e a versatilidade fazem do ovo um alimento indispensável em qualquer cozinha. O que não podemos nos esquecer é dos cuidados que devem ser adotados antes de usá-lo nas receitas.

Tudo começa no momento da compra, em que você deve sempre optar por produtos de boa procedência e qualidade garantida. Mas você sabe como higienizar o ovo corretamente?

A verdade é que essa prática é muito importante para um consumo nutritivo e saudável. Por isso, decidimos mostrar, neste post, tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Acompanhe!

Como higienizar os ovos da forma correta?

Certamente, você tem o hábito de higienizar frutas, verduras e legumes antes de consumi-los ou oferecê-los aos seus familiares, não é mesmo? Pois bem, o mesmo deve ser feito com os ovos, mas há a forma correta de fazer isso.

O mais importante é que a higienização não seja feita antes de guardá-los, assim que você chega do mercado. Isso porque os ovos são revestidos por uma camada natural de óleo mineral, que tem o papel de proteger o alimento contra a contaminação por diversos microrganismos. Assim, se a limpeza ocorrer antes do armazenamento, esse risco aumenta de forma considerável.

A recomendação, então, é higienizar os ovos apenas momentos antes de seu efetivo consumo ou aplicação em uma receita. O ideal é que o processo de limpeza seja feito em água corrente, para que as impurezas mais superficiais sejam removidas. Posteriormente, os ovos devem ser colocados em uma solução de água com cerca de 10 gotas de hipoclorito de sódio por, mais ou menos, 10 minutos.

Feito isso, basta enxaguar os ovos novamente e eles estarão devidamente higienizados para qualquer uso. Vale lembrar que os utensílios utilizados no processo e até suas próprias mãos devem ser bem lavados no final, evitando qualquer risco de contaminação.

Qual é a importância dessa prática?

Como você já deve imaginar, a grande importância da higienização dos ovos antes do consumo está relacionada à nossa saúde. Apesar de muitas pessoas se preocuparem mais com as condições daquilo que está na parte de dentro, é fundamental ter em mente que a superfície externa da casca de um ovo também pode sofrer com a presença de microrganismos.

A mais comum de ocorrer, nesses casos, é a contaminação pela salmonela, uma bactéria que ataca, principalmente, o sistema gastrointestinal. Os sintomas mais comuns dessa infecção são febre, dores de cabeça, diarreia, calafrios, náuseas e vômitos. Em casos mais graves, a bactéria pode atingir órgãos como coração e pulmões, agravando o quadro.

Por isso, cabe aqui a recomendação de nunca consumir ovos crus ou mal cozidos.

O que muda no atual cenário provocado pelo coronavírus?

Desde o surgimento da Covid-19, diversos de nossos hábitos tiveram de ser revistos. Mais do que isso, muitas práticas com as quais não estávamos acostumados se integraram à nossa rotina, o que certamente ajudou a controlar a evolução da doença.

Mas será que as medidas contra o coronavírus exigem mudanças na higienização dos ovos? Apesar de essa precaução continuar sendo muito importante, a verdade é que não existem indícios claros de que a transmissão se dê por meio de alimentos contaminados.

No mais, se você tem o hábito de fazer compras em supermercados ou mesmo receber por delivery, é de grande importância limpar a superfície da embalagem com álcool, pois ela pode servir para transportar o vírus. Essa desinfecção é uma grande aliada no enfrentamento da doença.

Como armazenar os ovos?

O modo como armazenamos os ovos em nossa casa também pode ajudar a tornar seu consumo mais seguro. Ambientes e temperaturas impróprias tendem favorecer o desenvolvimento de microrganismos que comprometem a sua boa condição.

Logo ao chegar em casa, o melhor a fazer é retirar os ovos de sua embalagem original e acondicioná-los em outro recipiente, que esteja limpo e seja de fácil manuseio. Lembre-se de que, se não houver consumo imediato, a higienização não deve ser realizada nesse momento, para não remover a proteção natural presente na casca.

Os ovos podem ser guardados na geladeira, onde eles serão mantidos a uma temperatura segura para aumentar sua durabilidade. No entanto, não é recomendado colocá-los naqueles compartimentos próprios localizados na parte interna da porta. Isso porque a constante variação de temperatura nesse local pode fragilizar a estrutura dos ovos e facilitar sua contaminação por bactérias.

Após manusear os ovos que ainda não foram higienizados, é muito importante lavar bem as mãos. Isso evita a infecção de outros alimentos ou utensílios na cozinha, o que ampliaria os riscos de uma intoxicação alimentar, mesmo que não se esteja necessariamente consumindo os ovos.

Quais são os outros cuidados importantes?

Além de todas as dicas que vimos, aproveitamos para destacar aquelas que podem ser tomadas na hora do preparo. Seja para fritar, seja para cozinhar os ovos, é fundamental se certificar de que eles estão em boas condições.

Se a dúvida persistir, uma boa ideia é quebrá-lo em um recipiente à parte da sua receita. Assim, você pode constatar suas condições sem comprometer os demais ingredientes.

Como você percebeu, as dicas que passamos neste post sobre como higienizar ovo são muito fáceis de colocar em prática. Mas, além delas, temos muitos outros conteúdos feitos especialmente para quem não deixa os ovos faltarem na despensa.

Ficou curioso? Confira nosso canal no YouTube e acompanhe todas as novidades da Ovos Mantiqueira, a marca mais inovadora do mercado!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.