Cage free

Cage free: saiba como funciona a criação de galinhas livres de gaiolas

Cage free é um sistema de produção em que as galinhas são criadas soltas, livres de gaiolas. Nesse modelo, o bem-estar dos animais é uma prioridade, permitindo que tenham condições de expressarem seus comportamentos naturais, além de entregar um produto final de excelente qualidade.

Você já ouviu falar em cage free? Esse sistema de criação de aves está se tornando uma forte tendência mundial e que veio para ficar. A ideia é garantir ainda mais bem-estar a galinhas criadas livremente. Mas como isso é possível?

Vamos compartilhar com você como funciona esse sistema inovador. Entenda, também, quais benefícios a criação de galinhas livres de gaiolas pode trazer para os animais! Vamos lá?

O que é cage free?

Cage free é uma expressão em inglês que se refere à criação de galinhas soltas, sem gaiolas. A prioridade, aqui, é o bem-estar dos animais e a qualidade do produto entregue ao consumidor.

Nesse sistema, as aves têm um tratamento diferenciado, o que as afasta do estresse, trazendo mais conforto e bem-estar. Isso corrobora para que as aves se mantenham ainda mais saudáveis. Por causa disso, observamos que cada vez mais consumidores têm se juntado à ideia. Afinal, estão mais conscientes quanto às suas escolhas de alimentação.

Nos últimos anos, o movimento ganhou o apoio de inúmeras marcas que se comprometeram, até 2025, a consumir apenas alimentos vindos de produções que valorizem o bem-estar animal. Aqui no Brasil, a produção ainda está ganhando escala, mas já vemos boas iniciativas, como o compromisso Mantiqueira, que apontam para um horizonte muito promissor.

Mas não vá pensando que basta criar os animais fora das gaiolas para ter bem esta animal. Existem muitos outros fatores que garantem que as aves sejam bem tratadas, a fim de preservar o seu bem-estar e assegurar a qualidade dos seus produtos. Então, vamos entender como funciona o cage free?

Como funciona a criação cage free?

Tradicionalmente, as galinhas são criadas em gaiolas, certo? Mesmo nessa modalidade, que é a mais comum no Brasil, existem recomendações que garantem o conforto das aves nesse ambiente, como controle sanitário e climatização —, e muitas empresas sérias no mercado fazem isso.

Nesse contexto, a criação cage free veio para dar um passo adiante. É um conceito bastante moderno, conhecido como Saúde Única, em que se estimula a perfeita interação entre homem, animal e impacto ambiental. E os resultados dessa tendência têm sido um sucesso! Mas, antes de conferi-los, vamos entender como o sistema funciona na prática.

Uma vez que não há regulamentação específica no Brasil para padronizar o sistema, as empresas seguem os padrões definidos por cerficadoras, como a Humane Farm Animal Care (HFAC), uma instituição de alcance internacional representada no Brasil pelo Instituto Certified Humane. Produtores que seguem todas as normas conquistam um selo de certificação. Então, conheça alguns detalhes da criação cage free!

Ambiente de criação

Em primeiro lugar, vamos falar do ambiente de criação. As gaiolas são substituídas por amplos galpões que dão proteção à chuva e ao sol. Assim, as galinhas ficam bem-protegidas e em um local climatizado, ideal para o seu conforto e bem-estar. Mas não é só isso.

O ambiente precisa ser muito bem conservado e não ter objetos ou estruturas que possam machucar as galinhas. Para controlar a temperatura, são usados diferentes sistemas, como grandes ventiladores e nebulizadores de água.

Por ficarem livres de gaiolas, elas conseguem expressar seu comportamento natural, como empoleirar nas estruturas, ciscar no chão, pastar e por ovos em ninhos.

Também é importante dar atenção à iluminação. Afinal, é preciso permitir que as galinhas tenham uma boa noite de sono. Para isso, deve-se garantir pelo menos oito horas contínuas de escuro e dezesseis horas contínuas de luz. Quer conhecer um pouquinho mais como é esse ambiente na nossa granja? Confira abaixo!

Número de galinhas

Nada seria confortável se não houvesse uma preocupação especial com o tamanho da população de aves que estão no galpão. Essa densidade é determinada pela idade e pelo peso das aves, além da infraestrutura disponível. No caso dos galpões que têm:

  • apenas um único piso, haverá cerca de sete aves em cada metro quadrado;
  • em piso ripado, também chamado de slat, são cerca de nove aves por metro quadrado;
  • em galpões com fileiras verticais, a densidade pode ser maior, com até 11 aves por metro quadrado.

Quanto aos ninhos individuais, eles ficam organizados com um para cada cinco aves. É preciso, também, garantir a presença de poleiros a partir da quarta semana do animal, uma vez que isso faz parte do seu comportamento natural.

Alimentação

Ao longo do galpão, as galinhas têm à sua disposição água e alimentação à vontade e podem se movimentar livremente. Assim, dá para garantir uma nutrição bastante balanceada, que contribui para um desenvolvimento saudável. Aliás, elas se alimentam de ração vegetal.

Também não são utilizados óleos vegetais reciclados, ingredientes de origem animal, promotores de crescimento e anticoccidianos.

A ideia é evitar o desconforto das aves, assegurando que estejam sempre livres de fome ou dor. Por isso, métodos que tentam privar a ave de receber alimento, como a muda forçada pela abstenção de comida, são proibidos.

Controle de doenças

No cage free, o uso de antibióticos e promotores de crescimento também é proibido. Por isso, são tomadas todas as medidas necessárias para garantir que as aves estejam sempre saudáveis e fortes. Por exemplo, evita-se que elas entrem em contato com outros animais, além de uma dieta bastante controlada.

Outra medida é o uso de aditivos naturais capazes de reforçar o sistema imunológico das aves, além de manter o equilíbrio da microbiota intestinal. Isso ajuda a prevenir o surgimento de problemas de saúde.

Quando doenças se desenvolvem, a recomendação é o uso de tratamento homeopático e fitoterápico. Mas se não houver saída, e o uso de antibióticos for necessário, esses animais que receberam a medicação terão uma destinação diferenciada com o descarte dos ovos nas semanas seguintes ao tratamento com a medicação, respeitando o período de carência recomendado pelo fabricante.

Além disso, os galpões protegem as aves do contato com outros animais que poderiam transmitir doenças e causar algum dano físico a elas. Isso tudo é chamado de Biosseguridade atuando de forma preventiva com nossas aves. Deu para perceber que o foco está no conforto e na segurança das galinhas, não é verdade? Mas o que todo esse bem-estar pode significar para as aves? É o que você vai descobrir agora! 

O que significa bem-estar para as galinhas livres de gaiolas?

Como já dissemos, o cage free é uma grande inovação quando comparamos com o modelo convencional. Imagine que, com tanto espaço para se movimentar, as galinhas conseguem viver de modo mais natural. Como assim?

Ao mesmo tempo em que ficam protegidas do clima e de outras adversidades, elas podem manter seu comportamento habitual, como dar uma boa espreguiçada, quer dizer, abrir suas asas, ciscar o chão, pular e até dar pequenos voos.

O cage free propicia mais saúde e bem-estar às aves. Afinal, tendo um espaço maior para se movimentar, as chances de exposição a algum estresse são bem menores. Porém, não são apenas as galinhas que saem ganhando. Veja só!

Benefícios da criação de galinhas livres de gaiolas

A verdade é que, quanto melhor o ambiente em que o animal é criado, melhor será a sua produtividade. Dessa forma, a qualidade será garantida em todos os sistemas de produção.

Conforto para as galinhas

Em um ambiente controlado e livre, a galinha tem mais conforto, o que dispensa o seu gasto de energia para lidar com possíveis situações de estresse. Assim, elas usam toda essa energia para produzir um volume maior de ovos. Demais, não é mesmo?

Qualidade nos produtos entregues ao consumidor

Mesmo que a empresa precise fazer investimentos para otimizar o ambiente e deixá-lo ideal para trazer mais bem-estar aos animais, ela tem um bom retorno pela produtividade e satisfação dos clientes.

Apesar de todas essas vantagens, a criação de galinhas livres de gaiolas pode ser um grande desafio para muitas empresas. Afinal, pode haver mudanças na alimentação e na forma como algumas doenças das aves são tratadas e prevenidas.

Por exemplo, a ração não deve conter ingredientes de origem animal. Além disso, dietas com uso de antibióticos e promotores de crescimento não são utilizadas, e isso, como vimos, pode modificar a forma como o produtor lida com as enfermidades.

Em um cenário que a preocupação de todos com o bem-estar animal só cresce, não há dúvidas que o cage free veio para ficar, não é mesmo? É um pouquinho sobre voltar às nossas raízes, fornecendo mais bem-estar e liberdade às galinhas.

A Ovos Mantiqueira é a marca pioneira no país nesse tipo de criação em escala, e vem desenvolvendo uma infraestrutura completa para assegurar o bem-estar dos animais.

Anunciamos, recentemente, o maior investimento e compromisso voltado ao bem-estar animal no setor da avicultura brasileira ao nos comprometermos a não construir novas unidades no sistema convencional de produção. Além disso, chegar à marca de um milhão de galinhas livres de gaiolas até o final de 2021 e a alcançar dois milhões e meio, até o segundo semestre de 2025. As medidas representam um marco para a avicultura no país.

A Ovos Mantiqueira conta com quatro unidades produtoras: são duas unidades em Minas Gerais, uma no Mato Grosso e uma em São Paulo (Cabrália Paulista). Além dessas unidades, estamos construindo uma nova unidade produtora no modelo cage free em Lorena, também no estado de São Paulo. Com projetos de base técnica e equipe especializada, elas seguem os rigorosos processos voltados para o bem-estar animal.

Outra novidade será a construção de área para visitação, na unidade de Lorena, que permitirá ao público acompanhar de perto a rotina das aves na granja. Essa unidade, inclusive, é 100% automatizada, com ninhos verticalizados, permitindo o mínimo de intervenção humana e garantindo maior conforto para as aves.

O resultado desse incrível modelo de criação são os ovos Happy Eggs® Mantiqueira. Esses ovos produzidos por galinhas livres de gaiolas são fruto de um alto investimento em tecnologia, condições ambientais especiais e muita pesquisa científica. Atendendo a elevados padrões de qualidade, cumprem todos os requisitos recomendados pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) para o bem-estar das aves.

Como vimos, o sistema de produção cage free, com as aves soltas e livres de gaiolas, traz benefícios para todos. Ao dar prioridade ao bem-estar das galinhas, é possível entregar a você, consumidor, ovos de excelente qualidade, e uma vida de ainda mais bem-estar às nossas aves que proporcionam este alimento incrível que é o ovo!

Gostou da ideia? Quer saber mais sobre como funciona nossa produção cage free? Entre em contato com a gente e tire suas dúvidas!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

4 Comentários

  1. Quero desejar os parabéns a toda a equipe pela decisão, é bastante relevante tanto para as aves quanto para nós consumidores. Isto mostra o carinho e a preocupação para com todos. 👏👏👏 Show demais.

    1. Agradecemos pelo seu comentário, Rodrigo! É muito importante para nós. 🥚💛

  2. Cage free e bem estar são piadas, né? Coloca a foto olhando pra cima que eu quero ver o entorno todo…

    1. Olá, Stéfano! Tudo bem? Trabalhamos de acordo com todas as normas reguladoras para garantir as melhores condições para as aves. Também estamos sempre atentos às tendências mundiais, bem como às necessidades de cada consumidor. Você pode conhecer um pouco da nossa produção através do vídeo:
      https://youtu.be/uHA6vXYGytU

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.