alimentos com baixa caloria

Quantas calorias tem o ovo? Conheça esse e outros alimentos de baixa caloria

As dietas de baixa caloria são sempre muito procuradas por quem busca emagrecer ou desenvolver hábitos saudáveis de alimentação. A ideia é que, ao ingerir menos substâncias calóricas, seja possível gastar mais do que se consome ao longo do dia.

Também chamadas de dietas hipocalóricas, elas fazem com que o organismo tenha de queimar os estoques de gordura corpórea para garantir a energia necessária às atividades. Se, por um lado, os resultados podem ser positivos no objetivo de perder alguns quilos, por outro, uma alimentação inadequada pode, na verdade, acabar representando sérios riscos à saúde.

A verdade é que, quando falamos de dietas, não existem fórmulas milagrosas que funcionarão de forma exata para todas as pessoas. Por isso, conhecer bem as propriedades dos alimentos, como as suas calorias, é um bom jeito de consumirmos de maneira mais consciente.

Neste post, vamos mostrar quais são os principais alimentos com baixa caloria para você incluir no cardápio do seu dia a dia. Confira!

Os principais alimentos com baixa caloria

Opções não faltam quando o objetivo é se alimentar de forma leve e saudável, buscando reduzir a ingestão de calorias nas refeições. Sabia que os ovos, por exemplo, são uma excelente fonte de nutrientes, com um baixíssimo índice de calorias? Conheça mais sobre essa e outras alternativas na lista que preparamos.

Ovo

Você já deve saber que os ovos são um alimento muito saudável, já que são repletos de nutrientes fundamentais à nossa saúde. Mas, você já parou para pensar sobre a quantidade de calorias que eles podem fornecer ao nosso organismo?

Quando estão crus, os ovos contêm, em média, 70 calorias. A opção de preparo menos calórica é o ovo cozido, que tem por volta de 126 calorias. Já nos ovos fritos, o índice sobe para próximo de 194 calorias. Como comparação, apenas um bife de contrafilé, ainda cru, tem cerca de 196 calorias.

Portanto, os ovos cozidos são perfeitos para o cardápio de uma dieta de déficit calórico. Eles podem ser incluídos no almoço, no jantar, e vale lembrar deles, também, quando estiver pensando em o que comer no café da manhã.

Por ser ricos em proteínas e gorduras boas, os ovos aumentam a sensação de saciedade e o tempo até que se sinta fome novamente. Sem dúvidas, essa é uma característica que ajuda bastante quem está no desafio de seguir uma dieta hipocalórica.

É importante destacar, ainda, que a Organização Mundial de Saúde recomenda que o consumo de gorduras seja de até 10% da quantidade de calorias ingeridas no dia. Observando recomendações como essa, é possível comer ovo todo dia sem se preocupar, e contar com ele em todas as suas refeições, mesmo quando estiver controlando a ingestão de calorias.

Pepino

O pepino é um alimento que também pode estar sempre presente nos pratos de quem segue uma dieta hipocalórica. Isso porque ele fornece apenas 15 calorias a cada 100g, além de causar sensação de saciedade, contribuindo bastante com a redução de peso.

Ideal para saladas e pratos frescos, o pepino vai bem como acompanhamento e até como parte do prato principal. Para quem faz treinamentos intensos, uma boa dica é consumi-lo na forma de picles. A conserva em sal ajuda na reposição dos líquidos do corpo, além de fazer do vegetal um aperitivo saudável e delicioso.

Couve

A couve é um vegetal bastante versátil em seu preparo, podendo fazer parte de diversos pratos. Quando consumida crua, ela apresenta cerca de 26 calorias a cada 100g. Se a opção for refogar na manteiga, cada 10g podem aumentar o fornecimento de energia ao corpo em cerca de 70 calorias.

Os números são bastante parecidos quando comparamos com a couve-flor, que tem cerca de 25 calorias por porção de 100g. Já a mesma quantidade de couve-de-bruxelas pode ter por volta de 42 calorias. Todos esses vegetais permitem o preparo de vários pratos que se encaixam perfeitamente em uma dieta com foco em perda de peso.

Beterraba

De sabor levemente adocicado e coloração marcante, a beterraba também tem lugar na nossa lista de alimentos com baixa caloria. Uma porção de 100g contém apenas 43 calorias, em média, podendo ser crua ou cozida.

O legume se destaca por suas propriedades antioxidantes, que ajudam a prevenir doenças degenerativas e cardiovasculares. Suas vitaminas e nutrientes combatem, também, a anemia, os problemas ósseos e imunológicos.

Maçã

As maçãs são frutas deliciosas e que costumamos ter sempre à mão. Elas contêm apenas 50 calorias a cada 100g, além de reduzir as taxas de colesterol e o depósito de gordura nas artérias, e melhorar a circulação do sangue.

Mas, para aproveitar ao máximo os benefícios que a maçã pode trazer, é importante consumi-la com a casca. É nela que estão contidos nutrientes como fósforo, ferro, e vitaminas B1 e B2. Essa é uma excelente opção para o café da manhã ou para quando bater aquela fome durante a tarde, especialmente, se estiver fazendo uma dieta hipocalórica.

Berinjela

Rica em fibras, proteínas e vitaminas, a berinjela apresenta apenas 20 calorias por porção de 100g. Ela também contém quantidades consideráveis de cálcio, fósforo, ferro e potássio, além de manganês, quando crua.

Seu consumo ajuda a melhorar a função intestinal, cardiovascular, imunológica, e até previne doenças como o câncer. Vale a pena adicionar esse fruto ao seu cardápio, podendo consumi-lo cru ou refogado, por exemplo.

Reduzindo as calorias sem prejudicar a saúde

Fazer uma dieta para emagrecer é a melhor forma de conquistar o corpo que você sempre quis e, de quebra, até aumentar a sua autoestima. Mas tão importante quanto isso é que tudo seja feito de maneira saudável e consciente.

Em conjunto com a mudança de hábitos alimentares, o ideal é manter uma rotina de exercícios físicos que ajudem na queima das calorias ingeridas. Outro cuidado é não realizar esse tipo de dieta por períodos superiores a uma ou duas semanas, para evitar os riscos de sofrer com carências nutricionais.

Por essas razões, é tão importante contar com a supervisão de um profissional de nutrição antes de se decidir por esse tipo de iniciativa. Assim, você tem a segurança de seguir recomendações apropriadas para o seu perfil, sem riscos de prejudicar sua saúde consumindo alimentos com baixa caloria.

Agora, se você quer saber tudo sobre alimentação saudável e dietas hipocalóricas, confira nosso e-book exclusivo sobre o tema!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.