alergia a ovo

Alergia ao ovo: o que é, quais as causas e como substituir na alimentação?

Você tem ou conhece alguém que apresenta alergia a ovo? A verdade é que essa é uma condição mais comum do que se pode imaginar. Estimativas apontam que cerca de 2,5% das crianças apresentam alergia a ovo. Essa é a segunda maior causa de alergias na infância, ficando atrás somente da APLV (Alergia à Proteína do Leite de Vaca).

A boa notícia é que a reação, causada principalmente por predisposição genética, desaparece até a adolescência em mais da metade dos casos. Mas, enquanto isso não acontece, é importante tomar os cuidados com a alimentação do portador da alergia.

Se você tem interesse pelo assunto, continue a leitura deste post. Mostramos aqui tudo o que você precisa saber sobre essa condição e também como adaptar a alimentação nesse caso. Vamos lá?

O que é alergia ao ovo?

A alergia ao ovo é uma resposta do sistema imunológico às proteínas do alimento, sobretudo aquelas presentes na clara. Quando elas entram em contato com o organismo que apresenta essa condição, seu sistema de defesa as identifica como um corpo estranho, e isso desencadeia a reação alérgica.

Ela acontece após a ingestão ou contato com ovo pelas pessoas que desenvolveram anticorpos específicos para essas proteínas. Isso ocorre somente em quem é alérgico e se repete sempre que há consumo ou, até mesmo, contato da pele com ovo.

O mais comum é que a alergia ao ovo comece ainda nos primeiros anos de vida. No entanto, o prognóstico costuma ser positivo, de modo que a condição desapareça em alguns anos, sem que haja necessidade de tratamentos específicos. É preciso apenas tomar cuidados relacionados à restrição alimentar, evitando o consumo de ovos e buscando alternativas para compor a dieta de maneira saudável.

Quais as diferenças entre alergia, intolerância e intoxicação alimentar?

Quando uma pessoa apresenta reações após o consumo de ovos, é comum que haja confusões sobre o real motivo do mal-estar. Afinal, além da condição de alergia, episódios de intolerância e intoxicação alimentar também podem ocorrer em algumas situações. Por isso, vale a pena entender a diferença entre cada caso.

Intolerância

A intolerância a ovo é caracterizada quando, após sua ingestão, o organismo não recebe muito bem o alimento. O resultado costuma se manifestar em reações intestinais que, apesar de incômodas, não apresentam gravidade ou exigem cuidados especiais.

Intoxicação alimentar

Já a intoxicação alimentar é causada pela Salmonella, uma bactéria relacionada ao consumo de ovos crus. Ela também pode causar reações gastrointestinais, porém, nesse caso, tendem a ser mais graves.

É importante dizer que ovos bem cozidos e de boa procedência são seguros e não apresentam risco de infecção. Por isso, na hora de comprar esse importante alimento, é fundamental optar por marcas de qualidade reconhecida, como a Ovos Mantiqueira.

Quais são as causas da alergia ao ovo?

A principal causa de alergia ao ovo é a predisposição genética, ou seja, quando os pais, irmãos ou parentes próximos apresentam alguma condição semelhante. Crianças que manifestam outras reações alérgicas também podem apresentar alta probabilidade de desenvolver a alergia a ovo.

Esse quadro começa a se desenvolver a partir do momento em que a criança tem seus primeiros contatos com as proteínas do ovo. Muitas vezes, a ocorrência inicial costuma não desencadear grandes problemas. No entanto, ela é suficiente para que o organismo identifique essas substâncias e ative seus anticorpos, o que passa a causar as reações nos contatos posteriores com o alimento.

Vale ressaltar que o contato que citamos não se limita apenas à ingestão de ovos. A alergia pode ocorrer antes mesmo de uma pessoa consumi-lo pela primeira vez, como quando o bebê é amamentado ou por meio de contato cutâneo. Da mesma forma, o desencadeamento da reação pode se dar tanto em razão de consumo inadvertido, quanto pelo contato direto das substâncias do ovo com a pele.

Quais são os sinais e sintomas da alergia ao ovo?

Existem diversos sintomas que podem se manifestar em razão da alergia a ovo, de acordo com a gravidade do quadro de cada pessoa. Os primeiros deles costumam aparecer pouco tempo depois do consumo do alimento.

Entretanto, em alguns casos, pode demorar horas para que a reação alérgica aconteça, o que torna mais difícil sua identificação de forma imediata. A seguir, listamos os principais sinais da condição quando uma pessoa alérgica consome ovo:

  • coceira e vermelhidão na pele;
  • coriza;
  • dificuldade para respirar;
  • tosse seca;
  • chiado ao respirar;
  • dor no estômago;
  • náuseas e vômitos.

É importante destacar que esses sintomas não são exclusivos de quem tem alergia a ovo. Na verdade, eles são comuns a praticamente todas as alergias a alimentos. Por isso, é importante estar sempre atento a qualquer sintoma para que os cuidados necessários sejam tomados de forma segura.

alergia a ovo

Como é feito o diagnóstico da alergia ao ovo?

Quando a pessoa apresenta os sintomas que vimos após a ingestão de ovo ou de receitas que levam ovo na preparação, esse já é um sinal de alergia ao alimento. Considerando esse histórico, o médico alergista pode prescrever alguns exames de laboratório ou testes cutâneos que confirmem a reação às proteínas do ovo.

Outra maneira de fazer esse diagnóstico é por meio de um teste de provocação. Nele, a pessoa com suspeita de alergia ingere um pedaço de ovo em um centro hospitalar, cercada dos cuidados necessários. Feito isso, ela deve aguardar por cerca de uma hora, até que seja possível para o médico identificar e analisar a ocorrência dos sintomas.

Como é feito o tratamento da alergia ao ovo?

Como já adiantamos, a alergia a ovo costuma desaparecer naturalmente com o tempo. Na grande maioria dos casos, não é necessário buscar por qualquer tipo de tratamento específico, sendo suficiente observar as medidas de restrição alimentar.

Além de não consumir preparos que contêm ovos, como omeletes, saladas de ovos, pudins e quindins, é necessário observar os rótulos dos alimentos. Isso porque vários produtos contêm ovos, mesmo que eles não apareçam como ingrediente principal. Outro ponto é que, na indústria, também é comum ocorrer a contaminação cruzada, o que exige atenção por parte de quem tem qualquer tipo de alergia.

Por conta da legislação, os fabricantes de produtos alimentícios devem colocar informações importantes para os alérgicos em suas embalagens. Geralmente, esse dado fica perto da composição nutricional ou abaixo da lista de ingredientes. Um exemplo é o aviso de que o alimento contém ovo em sua composição.

No nosso dia a dia, sabemos que existem diversas receitas muito comuns que, tradicionalmente, levam ovos. Sendo assim, caso você tenha alergia às suas proteínas, a recomendação é que não consuma esses pratos. Mas, você sabia que existe uma alternativa?

No preparo, é só substituir os ovos pelo N.OVO Receitas. Essa é a nossa linha de produtos plant-based, ideal tanto para alérgicos e intolerantes a ovos quanto para aqueles que querem ter uma alimentação livre de proteína animal.

Eles são ideais para substituir os ovos em diversas receitas, como em:

  • bolos;
  • biscoitos;
  • pães;
  • empanados;
  • panquecas.

São várias as possibilidades para que mesmo os que têm restrições alimentares, devido à alergia a ovos, possam aproveitar os pratos que levam esse alimento em sua composição.

Como manter uma alimentação sem ovos?

O ovo é uma ótima fonte de proteínas de alta qualidade, assim como de vitaminas e minerais muito importantes para o bom funcionamento do organismo. Além disso, é bastante acessível, pois tem um excelente custo-benefício. Tudo isso faz dele um alimento muito consumido em todo o mundo.

No que se refere à parte nutricional, no entanto, a substituição dos ovos é possível. Isso porque existem outras fontes de proteínas, como carnes, frango, peixes, leguminosas, oleaginosas, sementes, leite e derivados. Já nas receitas, ele emulsiona os ingredientes, dando liga às massas e a outros preparos.

Apesar de todas as vantagens do ovo, é possível substituí-lo na alimentação. Esse deve ser um cuidado constante não só para aqueles que apresentam alergia a ovo, mas também para os que seguem dietas com restrição à proteína animal.

Nas preparações de bolos, biscoitos e pães, você pode usar o N.OVO Receitas, linha de produtos que apresentamos no tópico anterior. São ingredientes 100% vegetais, que substituem os ovos em receitas de panificação doces e salgadas. Eles são produzidos à base de linhaça dourada, amido de ervilha e proteína de ervilha.

Esses ingredientes passam por processos de alta qualidade para proporcionar a perfeita substituição dos ovos in natura nas receitas. Dessa maneira, você obtém os mesmos resultados e pode desfrutar de seus pratos preferidos, com a mesma textura e sabor.

Quer uma dica para provar os produtos N.OVO Receitas e incluí-los de vez na sua rotina? Temos uma excelente sugestão. Você pode preparar uma broa de milho incrível com esse ingrediente mais que especial. Confira a receita detalhada no vídeo abaixo:

Como vimos neste post, a alergia a ovo é uma condição que surge ainda na infância e é reversível, na maioria dos caos, até a adolescência. Ela tem como principal causa a predisposição genética, e seu tratamento se resume a uma alimentação mais restrita no que diz respeito ao consumo de ovos e pratos que levam esse ingrediente.

Se você tem alergia a ovo, não precisa ficar triste, pensando que não poderá mais comer bolos, tortas e salgados deliciosos. Afinal, agora você já conhece uma excelente alternativa que cumpre muito bem o papel do ovo em receitas: o N.OVO Receitas!

Esperamos que as informações que passamos neste post tenham sido úteis para você. Se gostou e quer ficar por dentro das próximas novidades, é só seguir as nossas páginas nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.